AMASE

ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DE SERGIPE

Acesso Rápido
TJSE

Portal
TRIBUNAL DE JUSTIÇA

TJSE Intranet

Intranet
TRIBUNAL DE JUSTIÇA

TJSE Webmail

Webmail
TRIBUNAL DE JUSTIÇA

PODER JUDICIÁRIO

Portal
DIÁRIO DA JUSTIÇA

TRE-SE Intranet

Intranet
Tribunal Regional Eleitoral

CIJ veste TJSE com camisa da Campanha Prioridade Absoluta
ARACAJU/SE - 17 de Julho de 2019

ROSA GEANE.jpg

A Juíza Coordenadora da Infância e Juventude, Rosa Geane Nascimento, esteve em diversos setores do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE), nesta quarta-feira, 17/07, com o objetivo de vestir a instituição com a camisa da Campanha Prioridade Absoluta.

Na Presidência do TJSE, a campanha que visa a efetivar as políticas públicas dos direitos da criança e adolescente, foi reforçada pelo Desembargador-Presidente Osório de Araújo Ramos Filho, pelos Juízes Auxiliares Ana Bernadete Leite de Carvalho Andrade e Marcos de Oliveira Pinto; por Simone Oliveira Fraga, Juíza de Precatórios; e as suas respectivas equipes.

Na mesma data, vestiram a camisa o Presidente da Associação dos Magistrados de Sergipe (Amase), Gustavo Adolfo Plech Pereira, e equipe; além da Juíza da 2ª Vara Cível de Itabaiana, Taiane Danusa Gusmão Barroso Sande.

De acordo com a Juíza Coordenadora, a campanha vem sendo desenvolvida pela 16ª Vara Cível de Aracaju desde dezembro de 2011, hoje sendo encampada pela Coordenadoria da Infância e Juventude (CIJ). A Prioridade Absoluta já foi assentida pelo Supremo Tribunal Federal e por gestores públicos dos Poderes Legislativos e Executivos, inclusive em âmbito nacional.

“Quem veste a camisa assume o compromisso, dentro da sua área de atuação, de dar prioridade absoluta à criança e ao adolescente. Essa campanha, que foi criada na 16ª Vara Cível, em 2011, foi transformada em projeto da CIJ e seguimos buscando a priorização das ações e políticas públicas. Dentro deste projeto, temos ações previstas para o mês de agosto, que é a assinatura dos pactos com o Executivo, Legislativo e Judiciário para assegurar os direitos da infância e juventude”, informou Rosa Geane Nascimento.

 

Fonte: Agência TJSE