AMASE

ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DE SERGIPE

Acesso Rápido
TJSE

Portal
TRIBUNAL DE JUSTIÇA

TJSE Intranet

Intranet
TRIBUNAL DE JUSTIÇA

TJSE Webmail

Webmail
TRIBUNAL DE JUSTIÇA

PODER JUDICIÁRIO

Portal
DIÁRIO DA JUSTIÇA

TRE-SE Intranet

Intranet
Tribunal Regional Eleitoral

Comissão da Resolução CNJ 219/2016 reúne-se para encontro com Toffoli
ARACAJU/SE - 05 de Junho de 2019

dr gustavo resolução.jpg

A AMB promoveu, na manhã desta terça-feira (4), mais uma reunião da sua Comissão da Resolução CNJ 219/2016, que institui a equalização da força de trabalho nos tribunais brasileiros e é uma das medidas da Política Nacional de Atenção Prioritária ao Primeiro Grau de Jurisdição.

Sob condução do coordenador do grupo, o presidente da Amase, Gustavo Plech, o objetivo foi definir os pontos principais da conversa com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Dias Toffoli, que ocorrerá ainda nesta terça-feira, para pedir providências urgentes relativas à norma. Na oportunidade, o grupo reiterará a defesa da implementação fiel da norma, que mostrou-se indispensável para a melhoria da prestação jurisdicional – com qualidade, eficiência, eficácia, efetividade e celeridade.

No ofício que será entregue ao presidente da Corte, consta que a necessidade de se adotar medidas efetivas em prol da primeira instância se deu a fim de atacar as causas do mau funcionamento detectadas no Relatório do Justiça em Números, o que resultou na aprovação, pelo Plenário do CNJ, dos atos normativos 194/2014, 195/2014 e 219/2016 que, juntos, constituem o tripé da Política de Atenção Prioritária do Primeiro Grau de Jurisdição.

Como muitos tribunais ainda continuam a não aplicar o que foi disposto pelo CNJ e tendo em vista a relevância do papel das associações de magistrados na implementação dessa política permanente, a AMB irá requerer sua participação no Comitê Gestor Nacional para fornecer elementos que contribuam para aprofundar a discussão sobre o tema.

Solicitará, ainda, ao ministro a realização de um Workshop, a exemplo do ocorrido em outubro de 2017: o “Workshop sobre a Resolução CNJ 219/2016 – Equalização da Força de Trabalho 1º e 2º Graus”, promovido com apoio da AMB, que contou com a participação de presidentes e representantes de associações regionais de magistrados para esclarecer dúvidas e debater a medida. A ideia é convidar juízes que coordenam os Comitês Gestores Regionais da Política de Atenção Prioritária ao Primeiro Grau de Jurisdição e integrantes das associações de classe.

Além do coordenador Gustavo Plech, participaram do encontro os integrantes da Comissão: a diretora-tesoureira adjunta da AMB, Maria Rita Manzarra; o assessor da presidência, Fernando Cury; e as presidentes das associações filiadas Elayne Cantuária (Amaap) e Maria Aparecida Gadelha (AMPB); e a vice-presidente da Apamagis, Vanessa Mateus.

Estiveram presentes, também, os presidentes Thiago Brandão (Amapi) e Cássio Borges (Ameron).

Carolina Lobo