AMASE

ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DE SERGIPE

Acesso Rápido
TJSE

Portal
TRIBUNAL DE JUSTIÇA

TJSE Intranet

Intranet
TRIBUNAL DE JUSTIÇA

TJSE Webmail

Webmail
TRIBUNAL DE JUSTIÇA

PODER JUDICIÁRIO

Portal
DIÁRIO DA JUSTIÇA

TRE-SE Intranet

Intranet
Tribunal Regional Eleitoral

Presidente da Amase participa o Ciclo de Debates abordando Associativismo na ACM
ARACAJU/SE - 22 de Março de 2019

ceará2.jpg

O primeiro debate intitulado “Questões entre Judiciário e Jornalismo” foi conduzido pelo coordenador da ESMEC, Ângelo Bianco, e contou com a presença dos debatedores Inácio Aguiar, editor de Vida Pública do Sistema Verdes Mares (SVM); Kezya Diniz, editora de Política do jornal O Estado; Ariane Cajazeiras, editora e âncora da Tribuna Band News FM; e Plínio Bortolotti, Diretor Institucional do Grupo de Comunicação O Povo. 
 

*Cobertura jurídica na mídia*
 

Ariane Cajazeiras, da Tribuna Band News FM, por sua vez, pontuou diferenças entre os níveis de interação que o profissional de rádio tem com o público, com a que ocorre na realidade da produção televisiva ou na do jornalismo impresso.  Por fim, Plínio Bortolloti, do Grupo de Comunicação o Povo, levantou a provocação de que o Judiciário deve buscar primeiro se aproximar da sociedade, para que de forma natural se aproxime da imprensa.
 

Já a estudante de comunicação Larissa Bertuleza considerou que há de existir uma relação de respeito e confiança entre jornalistas e juízes e ressaltou que ambas as carreiras apresentam desafios em seus respectivos processos de formação acadêmica.  
 

À tarde, foi a vez do debate “Associativismo na Magistratura: Desafios e Perspectivas”, que seguiu o mesmo formato utilizado na discussão da manhã.

Integraram a mesa de discussões o presidente da AMB, Jayme de Oliveira, o presidente da ACM, Ricardo Alexandre Costa, a presidente da AMPB, Maria Aparecida Sarmento e o ex-presidente da ACM, Marcelo Roseno. 
 

Já o presidente da AMB fez um resgate histórico sobre o surgimento do associativismo e também tratou sobre os desafios na magistratura e a importância da participação dos magistrados no movimento associativo. Para ele, o maior desafio dos magistrados na atualidade é conseguir manter a categoria unida, mesmo como pensamentos diferentes, pois os objetivos são os mesmos.
 

Por sua vez, Maria Aparecida Sarmento destacou o papel da mulher na magistratura e ressaltou a necessidade de uma participação feminina igualitária na profissão. “Desafios com relação a questões de gênero não podem ser tirados da nossa pauta, por mais que as outras sejam urgentes”, enfatizou a presidente da AMPB.
 

*Participações*
 

Prestigiaram os debates, os presidentes da Associação dos Magistrados Piauienses (Amapi), Thiago Brandão; da Associação dos Magistrados da Bahia (AMAB), Élbia Araújo; da Associação dos Magistrados de Sergipe (Amase), Gustavo Plech; da Associação dos Magistrados do Amazonas, Cássio Borges; o coordenador da Justiça Estadual da AMB, Frederico Mendes Júnior; e dois ex-presidentes da ACM: Michel Pinheiro e Ricardo Barreto.